Pesquisar este blog

quarta-feira, 20 de março de 2013

Emílio, Emílio

Hoje, caberia perfeitamente o título acima na canção Elis, Elis.

Um dos nossos melhores interprete da MPB, Emílio Santiago, faleceu nessa manhã, aos 66 anos de idade, em consequência de um AVC sofrido no último dia 7.  

Emílio começou a carreira de cantor na época em que cursava a faculdade de Direito no Rio de Janeiro. Participava de festivais universitários e cantava em boates e casas de espetáculos noturnos. Gravou seu primeiro compacto aos 27 anos e o primeiro LP dois anos depois. Em 1982, garantiu o primeiro lugar no Festival MPB Shell com a música Pelo Amor De Deus. Três anos mais tarde, ele defendeu brilhantemente a música Elis, Elis, no Festival dos Festivais, e ganhou o prêmio de melhor intérprete. Deixa um legado com 29 discos gravados em 40 anos de carreira. Entre suas grandes interpretações, destacam-se as músicas: Saigon, Verdade Chinesa, Tudo Que Se Quer, Mulher, Anos Dourados, As Rosas Não Falam, Lembra De Mim, Noite Dos Mascarados, Nega, Mascarada e Perfume Siamês

Emílio estava numa ótima fase profissional, ganhou o Grammy Latino 2012 de melhor álbum Samba/Pagode com o disco Só Danço Samba - Ao Vivo, e acabara de abrir a sua gravadora independente com o selo Santiago Music.

Tive a oportunidade de ver o Emílio cantar duas músicas, em outubro do ano passado, ao ser homenageado na Festa Nacional da Música. Dono de uma voz forte e aveludada, sua presença de palco foi iluminada por sua simpatia e seu sorriso largo. Foi uma oportunidade rara e um momento marcante.  

Descanse em paz guerreiro.

Segue a letra e o player da canção Elis, Elis, música de Estevan Natolo Jr. e Marcelo Simões em homenagem à Elis Regina, na voz de Emílio Santiago.

O sol se escondeu mais cedo
E o medo tomou conta do poeta
Feriu o bandido, calou o profeta
A cortina do palco não se abriu
Mas a plateia inteira cantou a mais triste cantiga de amor

Quem diz, quem diz, quem diz

Que você partiu
Mente, mente, só mente
Não sabe de você aqui tão presente

Não viu o bêbado dobrando a esquina

Não ouviu a doce voz da menina
Não andou no arame de uma corda bamba
Não cantou o mais bonito dos sambas
Não fugiu, não fugiu num rabo de foguete

Quem diz, quem diz, quem diz
Que você partiu
Não sabe, não sabe
Que o show de todo artista tem que continuar

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário