Pesquisar este blog

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Diva de ébano

Nem me lembro ao certo qual foi a primeira vez que vi ou que ouvi Grace Jones, outra grande Diva da Disco e da musica Pop. Quem acha que a cantora americana Lady Gaga é a precursora do estilo fancy dress, é por que não conhece a jamaicana-americana Grace Jones, que já na década de 1970, aprontava as suas no meio artístico com o seu estilo andrógino, agressivo e hipnotizante.

Antes de ser cantora, Jones foi modelo e era a preferida do fotógrafo e artista plástico Andy Warhol. Como atriz, recordo-me de vê-la no filme Conan, o Destruidor, de 1984 e no 007: A View To A Kill, de 1985. Ela atua muito bem, é expressiva e tem carisma. 

Em sua última aparição ao vivo, ela cantou Slive To The Rhythm e dançou dentro de um bambolê durante a música toda, sem perder o rebolado, sem desafinar e sem deixar o adereço cair no chão. A apresentação foi na festa de comemoração do Jubileu da rainha inglesa Elisabeth II. Seus dons vocais já eram conhecidos por aqui desde dos anos 1970. Algumas de suas músicas fizeram parte das trilhas de novelas. Minhas preferidas são: La Vie En Rose e Slive To The Rhythm. A primeira Jones canta brilhantemente em francês e não fica nada a dever a autora Édith Piaf, a segunda é a faixa título do álbum homônimo de 1985, e que tocou muito nas boates na época em que frequentei. Outros hits passaram por aqui também: I Need A Man e  I'm Not Perfect (But I´m Perfect For You).

Para conferir o talento da Diva, segue um clipe inusitado e criativo:

Slive To The Rhythm
Escravo Do Ritmo
video

Nenhum comentário:

Postar um comentário