Pesquisar este blog

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Roda VIVA

E o mestre Chico Buarque completa hoje sete décadas de vida. Que bom, penso eu. É triste pensar que um dia essa geração expressiva da música brasileira não estará mais entre nós. Sinto um certo conforto em saber que muitos continuam ainda por aqui. Cito: Rita Lee, Gilberto Gil, Gal Costa, Caetano Veloso, Maria Bethânia, Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Wanderléa, Beth Carvalho, Martinho da Vila, Paulinho da Viola, Edu Lobo, João Gilberto, Nana Caymmi e tantos outros. Mas não vou prolongar a retórica sentimentalista. Hoje é dia de festa!

E para comemorar, segue o vídeo com um dos primeiros sucesso do Seu Chico. O registro é do III Festival da Música Popular Brasileira que a TV Record produziu e transmitiu em 1967. A música é do Chico Buarque e a parceria sonora e instrumental no festival vem com o grupo MPB4. A canção ficou em terceiro lugar, atrás de: Domingo No Parque de Gilberto Gil, interpretado por ele e pelo grupo Os Mutantes e da vencedora Ponteio de Edu Lobo, interpretada por ele, Marília Medalha, Momentoquatro e Quarteto Novo. Decisão difícil tiveram os jurados, não? 

Gosto da letra, em especial o começo que diz: Tem dias que a geste se sente/Como quem partiu ou morreu/A gente estancou de repente/Ou foi o mundo então que cresceu/A gente quer ter voz ativa/No nosso destino mandar/Mas eis que chega roda-viva/E carrega o destino pra lá/Roda mundo, roda-gigante/Rodamoinho, roda pião/O tempo rodou num instante/Nas voltas do meu coração...

Roda Viva
video

Não me canso de ver e rever esses registros. A impressão que tenho é que naquela época a música era mais do que a combinação de uma letra elaborada e uma melodia meticulosa e deveras agradável. Não que não exista mais isso hoje, mas essa canção ai de cima, e tantas outras que compunham os festivais, eram a música popular da época.

Salve mestre Chico!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário