Pesquisar este blog

domingo, 19 de abril de 2015

Todo dia era dia de índio

Todo dia, era dia de índio
Todo dia, era dia de índio
Mas agora eles só tem 
O dia 19 de abril

Crianças da Tribo dos Caiapós - Belém/PA
O trecho da música acima é uma triste e bonita homenagem ao verdadeiro povo brasileiro que sofreu, desde a colonização do Brasil, o desrespeito dos estúpidos imperialistas europeus. De lá pra cá, um pouco mais de meio milênio, nada mudou para os legítimos donos dessa terra, quase dezimados pelo preconceito e pela ganância do homem branco.

Lembro-me de contribuir com pinturas e cartazes para esse povo quase lendário nas comemorações do Dia do Índio durante os anos de estudo na escola primária, e só.

O Dia do Índio, comemorado hoje, foi decretado em 1943 por Getúlio Vargas, mas a ideia de instituir a data, como importante causa e reflexão, partiu das lideranças indígenas em 1940, durante o Primeiro Congresso Indigenista Interamericano, realizado no México.

Fico comovido quando artistas incluem no contexto musical um pouco da história dos legítimos povos brasileiros. É o caso da canção Curumim Chama Cunhatã Que Eu Vou Contar (Todo Dia Era Dia De Índio),lançada em 1981. Composição de Jorge Ben Jor e sucesso na voz de Baby Consuelo, ou melhor, Baby do Brasil, a canção faz parte do álbum Canceriana Telúrica, da própria Baby, e do álbum Bem-Vinda Amizade, de Ben Jor

video

Outros compositores também prestaram homenagem aos índios: Caetano Veloso - Um ÍndioLegião Urbana - ÍndiosDjavan - Cara De ÍndioBeto Guedes - Amor De ÍndioNando Reis - Relicário e Antonio Nobrega - Chegança

Nenhum comentário:

Postar um comentário