Pesquisar este blog

sexta-feira, 16 de março de 2012

Raul, o pai do rock brasileiro

Ontem assisti ao documentário sobre a vida e a obra de Raul Seixas (1945-1989), Raul - O início, o fim e o meio, de Walter Carvalho, 2011, e lembrei-me de muita coisa. 

Recordei, por exemplo, do artista plástico Juarez Machado que pintava cenários para os clipes produzidos pelo Fantástico na década de 1970, e é engraçado porque eu associava o Juarez com o Raul Seixas (até que eles se pareciam fisicamente). Revendo alguns clipes do Raul no You Tube, vi que a associação não era à toa, o Juarez pintou o cenário para a música Tente Outra Vez e para um mix de marchinhas de Carnaval que o Raul cantou com a Wanderléia. Lembrei-me também do cenário surrealista do clipe da música Gita e de várias músicas que há tempos não escutava. 

E que repertório tinha o Sr. Raul. São mais de 250 músicas, 15 álbuns de estúdio, 5 álbuns ao vivo e 6 compactos. Destaque para as músicas: Ouro De Tolo, GitaMetamorfose Ambulante, Medo Da Chuva, O Trem Das Sete, Sociedade Alternativa, A Maçã, Eu Nasci Há Dez Mil Anos Atrás, O Dia Em Que A Terra Parou, Cowboy Fora Da Lei, Al CaponeCarimbador Maluco, Rock Das Aranha e Tente Outra Vez.

O ótimo documentário me apresentou um Raul que eu não conhecia. Só ai me dei conta que estava diante do pai do rock brasileiro. Se por um lado me apoiei - durante anos - na mãe do rock brasileiro, Rita Lee, por outro lado fiquei órfão do pai. Não dava a mínima para o Raul. Que besteira a minha.

Tente Outra Vez
video

Nenhum comentário:

Postar um comentário